quarta-feira, 13 de junho de 2018

QUOTES PREFERIDOS E OPINIÃO SOBRE: Felicidade Para Humanos (P. Z. Reizin)

Jen está triste. Aiden quer que ela seja feliz. Formou? Não necessariamente. É que Jen é uma mulher de trinta e poucos anos cujo namorado acabou de trocá-la por outra e Aiden é um programa de computador muito caro e complexo.
Aiden conhece Jen melhor que ninguém. Com acesso a todos os seus dispositivos, Aiden sabe qual é a música mais tocada de sua playlist, consegue achar suas fotos preferidas e selecionar as citações que mais a inspiram nas redes sociais. A partir de observações e de algoritmos singulares, ele resolve procurar um novo parceiro para ela. E com a internet inteira à sua disposição, não precisa ir longe para encontrar o que conclui ser o espécime perfeito e arquitetar um encontro. O problema é que Jen não parece querer contribuir para o plano infalível de Aiden.
Será que uma máquina muito inteligente artificialmente conseguirá desvendar a inteligência emocional para poder interferir de um jeito positivo na vida de Jen? E, o que é mais difícil, será que essa máquina vai descobrir o que exatamente faz os seres humanos felizes?

Romance | 392 Páginas | Grupo Editorial Record | Skoob | Compre & Compare: SaraivaAmazon

_____________________________________________________________

O post de hoje vai ser bem rapidinho, mas espero que curtam!
Venho mostrar para vocês os meus quotes preferidos do livro "Felicidade Para Humanos" e dizer brevemente qual foi as minhas impressões sobre a obra, então vamos lá?!

Foto por: Blog Papel Papel

MINHAS IMPRESSÕES

"Felicidade Para Humanos" foi um livro bem diferente do que eu estou acostumada a ler  e foi uma surpresa total eu ter curtido tanto o livro. A narrativa do autor é super fluída e mega engraçada, me peguei rindo em várias partes da história; além dos personagens serem muito cativantes, me vi torcendo por todos eles e principalmente pelo Aiden (aquela inteligência artificial que a gente queria que fosse uma pessoa!).
Eu curti tanto o livro que dei 5.0 estrelas para ele no Skoob e estou mega ansiosa para o filme do livro (mesmo sabendo que vai demorar um bocadinho para ser lançado ainda, mas a gente gosta de sofrer por antecedência mesmo, né?!).

_____________________________________________________________

QUOTES PREFERIDOS

  • "— Sim, é claro que você está fazendo o melhor que pode. Mas e se o melhor que você pode fazer não for suficiente? Como fica?"
  • "Uma lágrima escorre pelo meu rosto. Mais uma. Estou achando difícil explicar para mim mesma como pude passar dois anos inteiros com esse homem.
    Não estou chorando por ele. Nem por mim.
    Estou lamentando o tempo perdido."
  • "— Não passamos de poeira estelar, querida.
    Quando perguntei o que ele queria dizer com isso, respondeu:
    — Do pó viemos e ao pó voltaremos."
  • "— Admito que pode parecer assim, mas o fato é o seguinte:  a vida só pode ser entendida olhando para trás, mas só pode ser vivida olhando para a frente. Quem disse isso foi Kafka. Ou será que foi Kim Kardashian?"
_____________________________________________________________

Enfim, me conta o que você achou do livro nos comentários!
Beijos da Cah

segunda-feira, 11 de junho de 2018

RESENHA: #16: Paris Para Um e Outros Contos (Jojo Moyes)

"Com mais de 20 milhões de livros vendidos em todo o mundo, Jojo Moyes se consagrou autora de grandes romances. Arrebatadoras, emocionantes, repletas de personagens fortes e realistas, suas obras conquistaram legiões de fãs e alcançaram listas de mais vendidos em diversos países.

Nessa vibrante coletânea, o leitor poderá conhecer mais um lado da autora. Em histórias curtas e divertidas, Jojo, sem deixar de lado as personagens decididas que conquistaram o público, faz sua conhecida mágica de transformar situações comuns em eventos extraordinários.

No conto que dá título ao livro, a jovem Nell planeja um final de semana romântico em Paris com o namorado e fica sabendo, já na estação, que ele desistiu de acompanhá-la. Sozinha em um país estrangeiro, Nell descobre uma nova versão de si mesma, independente e corajosa. 

Outros contos incluem um assalto a uma joalheria com uma reviravolta amorosa, a história de uma mulher que passa um dia inteiro com os sapatos de outra pessoa e um shopping lotado de pessoas fazendo compras de Natal que vai revelar a uma esposa estressada o que de fato importa na vida. 
E em “Lua de mel em Paris”, que fecha a coletânea, Jojo Moyes brinda os leitores com um reencontro com as personagens do best-seller A garota que você deixou para trás, Liv e Sophie, que, separadas por algumas décadas, acreditam que o casamento é apenas o início de suas histórias de amor.
Dez pequenas amostras da saborosa escrita de Jojo Moyes, divertidas, autênticas e irresistíveis — você vai ler e se encantar."


Romance | 240 Páginas | Intrínseca | Skoob | Compre & Compare: SaraivaAmazon
_____________________________________________________________

E aí pessoinhas, tudo joia com vocês?
Mais uma resenha aqui no blog e dessa vez venho falar sobre o segundo livro lido do projeto "(Re)lendo Jojo Moyes", o livro mais votado para nossa leitura do mês passado foi "Paris Para Um e Outros Contos" e eu terminei de ler ele e já estou aqui para conversar um pouquinho com vocês sobre ele. Bora lá?!


A HISTÓRIA

Nesta coletânea de contos nós vamos conhecer muitas personagens e muitas histórias que só Jojo Moyes sabe como escrever. O livro reúne dez contos que vão abordar paixões, antigos amores secretos, escândalos, jantares constrangedores e até um casaco caro necessário.
Dois contos são mais longos e os outros são bem breves, e em um deles nós vamos reencontrar a personagem do livro "A Garota Que Você Deixou Para Trás" em sua lua de mel em Paris.
_____________________________________________________________


MINHAS IMPRESSÕES

Como sempre acontece quando vou ler Jojo Moyes, já comecei o livro com altas expectativas e graças a Deus, o livro fluiu que foi uma beleza.
A gente sabe que a Jojo ama ambientar seus livros, mas sem torna-los cansativos para o leitor e aqui não foi diferente. Dois dos dez contos da obra são mais compridos e foi esses dois contos mais longos que me ganharam e se tornaram os meus favoritos
Em "Paris Para Um" vamos conhecer a Nell, uma mulher que pretendia ir viajar para Paris com seu namorado, mas na última hora, ele manda uma mensagem falando que não vai rolar de ele ir e pedindo que ela vá e aproveita sozinha (lembrando que ele é um cara bem escroto), Nell acaba indo sozinha mas se vê perdida numa cidade que não conhece e que nem mesmo sabe falar a língua.
Já em "Lua de Mel Em Paris", nós somos reapresentados a Liv (personagem principal do livro "A Garota Que Você Deixou Para Trás", quem já leu o livro vai lembrar dela). Liv está em Paris com seu marido em lua de mel, porém, ela se vê sendo negligenciada pelo marido que ao invés de estar curtindo com a ela a lua de mel está trabalhando na lua de mel.
Todos os contos foram maravilhosos e eu amei ler cada um, mas esses dois que citei acima foram os que mais curti ler e os que mais me pegaram de surpresa.
A narrativa da Jojo é super rápida de ser lida e super gostosinha, eu mega me apaixonei pelos personagens do livro e torci por cada um deles.
Super recomendo a leitura, mas e vocês, o que acharam do livro? Me conta nos comentários e vamos continuar essa conversa!
Beijos da Cah

Classificação:
_____________________________________________________________

PARIS PARA UM E OUTROS CONTOS






sexta-feira, 25 de maio de 2018

QUOTES #02: Todo Dia (David Levithan)

Olar pessoinhas, como estão?
Hoje venho compartilhar com vocês os meus quotes preferidos de uma leitura que fiz recentemente e que vai sair em filme muito em breve, estou falando de "Todo Dia", do David Levithan. Quem ai já leu e está ansioso para o filme?
Foto por: Conversa Cult

QUOTES:
  • "Tudo fica bem mais difícil quando é de verdade. É aí que você engasga. Quando é de verdade."
  • "Se tem uma coisa que aprendi, é isso: todos nós queremos que tudo fique bem."
  • "Nem mesmo desejamos que as coisas sejam fantásticas, maravilhosas ou extraordinárias. Satisfeitos, aceitamos o bem, porque, na maior parte do tempo, bem é o suficiente."
  • "Simples e complicado, como a maior parte das coisas verdadeiras."
  • "Isso me deprime. Já presenciei essa situação muitas vezes. A devoção gratuita. Preferir o medo de estar com a pessoa errada por não ser capaz de lidar com o medo de ficar sozinho. A esperança tingida de dúvida, e a dúvida tingida de esperança. Sempre que vejo esses sentimentos no rosto de outra pessoa, fico deprimido."
  • "Uma coisa é se apaixonar. Outra é sentir alguém se apaixonando por você, e se sentir responsável por esse amor."
  • "Posso ver que a tristeza voltou. E não é uma tristeza bonita; a tristeza bonita é um mito. A trsiteza transforma as feições em argila, não em porcelana."
  • "Já não acho que ela só esteja sendo gentil. Ela está sendo boa. O que é mais um sinal de seu caráter do que a mera gentiliza. A bondade tem a ver com quem você é, enquanto a gentiliza tem a ver com o modo como quer ser visto."
  • "— Tem tantas coisas que podem manter você num relacionamento — Digo. — Medo de ficar sozinho. Medo de bagunçar a ordem da sua vida. A decisão de se acomodar com algo que é razoável porque não sabe se pode arrumar coisa melhor. Ou, talvez, a crença irracional de que vai ficar melhor, mesmo que você saiba que ele não vai mudar."
  • "Algumas pessoas acreditam que doenças mentais são uma questão de humor, um problema de personalidade. Acham que a depressão é simplesmente uma forma de tristeza, que o TOC é uma forma de repressão. Acham que a alma está doente, não o corpo. Acreditam que se trata de algo sobre o qual você tem alguma escolha. Eu sei o quanto isto é errado."
  • "Mas o problema em gritar por ajuda é que alguém mais tem que estar por perto para ouvir."
  • "Não conseguir o que quer pode torna-lo cruel."
  • "Perguntas sem respostas podem te destruir. Siga em frente."
  • "Só porque você terminou com alguém, não quer dizer que esteja livre da pessoa. Ainda estou ligada ao Justin de cem modos diferentes. Só não vamos mais sair. Vai levar anos até eu me livrar dele."
  • "Queria que o amor conquistasse tudo mas o amor não conquista tudo. Ele não pode fazer nada sozinho. Ele depende de nós para conquistar em seu nome."
  • "— Então isso é um adeus?
    — É um adeus para algumas coisas. E olá para outras."
  • "Se você olhar para o centro do universo, existe frieza lá. Um vazio. No final das contas, o universo não se importa conosco. É por este motivo que temos que cuidar um do outro."

_____________________________________________________________

Como vocês perceberam fiz vários quotes, que hino de livro, né?! Agora SÓ VEM filme! Me conta aí nos comentários quão ansiosos vocês estão e quais os quotes preferidos de vocês.
Beijos da Cah



quarta-feira, 23 de maio de 2018

RESENHA #15: Sonata Em Auschwitz (Luize Valente)


"Um bebê nascido nas barracas de Auschwitz-Birkenau, em setembro de 1944. Uma sonata composta por um jovem oficial alemão, na mesma data, também em Auschwitz. Duas histórias que se cruzam e se completam. Décadas depois, Amália, jovem portuguesa, começa a levantar o véu de um passado nazista da família a partir de uma partitura que lhe é revelada por sua bisavó alemã. A dúvida de que o avô, dado como morto antes do fim da Segunda Guerra, possa estar vivo no Rio de Janeiro, a leva a atravessar o oceano e a conhecer Adele e Enoch, judeus sobreviventes do Holocausto. A ascensão do nazismo na Alemanha, culminando na fatídica Noite dos Cristais, a saga dos judeus húngaros da Transilvânia, os guetos na Hungria e Romênia, os trens para Auschwitz, os mistérios acontecidos no campo de extermínio da Polônia e o pós-guerra numa casa cheia de segredos num lago de Potsdam oferecem os trilhos que Amália percorrerá para montar o quebra-cabeça."

Romance  Histórico| 378 Páginas | Grupo Editorial Record | Skoob | Compre & Compare: Saraiva Amazon
_____________________________________________________________

Olar pessoinhas, tudo belezinha?
A resenha de hoje é de um livrão que eu tenho certeza que vai te emocionar assim como me emocionou. Estou falando de "Sonata Em Auschwitz", escrito pela autora Luize Valente e lançado pelo Grupo Editorial Record.

Foto por: Leitora Voraz

 A HISTÓRIA

Em Sonata Em Auschwitz nós vamos conhecer a história de muitos personagens, mas é através de Amália que todas esses personagens aparecem.
Depois de ouvir por acidente a conversa de seu pai com sua avó pelo telefone, Amália descobre que uma bisavó que está prestes a morrer mas que deseja muito contar algo a seu neto, Hermann Hafner. Percebendo que seu pai não vai ir atrás de sua bisavó, Frida, a garota decidi ir ao encontro dela no lugar de seu pai; mas a garota não sabia que ao fazer isso muitas revelações seriam feitas e segredos a muito tempo guardados seriam revelados.
Amália vai então em busca da verdade de seu passado já que seu pai sempre fez questão de esconder dela e deu seu irmão; é quando conhece Haya, Adele e Enoch, três sobreviventes da segunda guerra mundial.
Muitos segredos são revelados, mas será que todos eles estão preparados para voltar ao passado e viver com esse passado para o resto de suas vidas?


Foto por: Blog Papel Papel

 MINHAS IMPRESSÕES

Cara, esse livro mexeu muito com as minhas emoções, sério!
É um livro que fala sobre a segunda guerra mundial de uma forma um tanto quanto crua, sem remendos e sem medo de mostrar as monstruosidades que acontecerão nos guetos e campos de concentrações.
A obra é bem detalhada e isso foi o ponto alto da narrativa da autora para mim, o que acabou me surpreendendo muito já que eu costumo não gostar tanto assim de livros com muitos detalhes, mas esse foi uma exceção muito boa.
Li o livro em muito pouco tempo e amei as sensações que ele me trouxe, umas muito reconfortantes e outras bem desconfortáveis. Apesar de ser um livro com muitos detalhes e com fatos históricos da guerra, a leitura fluiu muito rápido para mim e os personagens me cativaram muito, me fazendo torcer por todos eles de uma forma muito especial (sério, foi uma surpresa eu ter amado esse livro).
Em algumas partes da obra, a narrativa da autora oscila entre primeira e terceira pessoa mas, Luize faz isso com muita maestria, já que mesmo tendo essas oscilações não deixa os leitores confusos de forma alguma!
Mega recomendado, o livro recebeu uma classificação de 5.0 estrelas e foi favoritado sim lá no Skoob, vocês precisam ler essa obra maravilhosa. Se você já leu, me conta ai nos comentários como foi a experiência de vocês no decorrer da leitura.
Beijos da Cah

Classficação:

_____________________________________________________________

SONATA EM AUSCHWITZ


Foto por: Leitora Voraz
 Foto por: Resenhista
Foto por: Blog Papel Papel

quarta-feira, 16 de maio de 2018

QUOTES #01: Um De Nós Está Mentindo (Karen M. McManus)

Oi pessoinhas, tudo belezinha?
Hoje eu venho mostrar para vocês quais são os meus quotes preferidos do livro "Um De Nós Está Mentindo", que foi um livro que li recentemente e fiz até resenha lá no canal (caso você não tenha visto a resenha, vou deixar ela aqui embaixo).


E vamos para os quotes:


  • "— Eu espero que você tenha tomado um banho de desinfetante depois que saiu da moto dele. — Acrescenta Kate. — Ele é uma puta.
    Eu olho feio para ela.
    — Você percebe que é sexista chama-lo de puta, né? Se tem que usar algum termo, podia pelo menos escolher um que não ofendesse as mulheres."
  • "Tenho pessoas com quem vou às festas, para quem vendo e com quem trevo, mas não chamaria nenhuma delas de amigo."
  • "Você vai falar antes que eu vá embora? Ou virá quando já for tarde demais?..."
  • "Eles vêem martelando a mesma mensagem na minha cabeça desde o jardim de infância: trabalhe pesado, faça o melhor de si e o resto virá."
  • "Algumas pessoas são tóxicas demais para viver. Simplesmente são."
  • "— As coisas pioram antes de melhorar. — Comenta ela placidamente. — É assim que funciona."
  • " — Eu não preciso de um homem para ser feliz, mãe."
  • "— Mas estou começando a me dar conta de que há coisas que são impossíveis de serem desfeitas, não importa o tamanho das boas intenções."

_____________________________________________________________

Esses foram os quotes que mais me marcaram enquanto eu fazia a leitura do livro. Para quem já leu, qual quote mais te marcou?
Beijos da Cah


Compre & Compare: SaraivaAmazon


segunda-feira, 14 de maio de 2018

RESENHA #14: O Último Adeus (Cynthia Hand)

"O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. 
O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante. 
O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes."

Romance | 352 Páginas | Darkside Books | Skoob | Compre & Compare: SaraivaAmazon
_____________________________________________________________

Olá queridos, tudo belezinha com vocês?
O post de hoje é sobre um livro que eu acho extremamente importante e se eu pudesse, faria ser leitura obrigatória no nosso mundo (porque, oh lugarzinho que precisa de mais empatia, né?). Estou falando de "O Último Adeus", escrito pela Cynthia Hand e lançado aqui no Brasil pela nossa caveirinha mais querida, Darkside Books.


A HISTÓRIA

Aqui nós vamos conhecer a Lex, uma garota que acabou de perder Tyler, seu irmão mais novo para o suicídio. Não sabendo lidar com a perda, Lex começa a frequentar um terapeuta que insiste para que ela comece a escrever um diário para expressar melhor os sentimentos de luto que não consegue colocar para fora em palavras.
Diante de tantas coisas para pensar, como o divórcio dos pais e a preocupação sobre qual universidade vai frequentar, Lex e sua mãe começam a sentir a presença de seu irmão morto pela casa. Seria possível Tyler ainda estar presente na casa mesmo depois de morto? Fantasma, talvez? Ou apenas a saudade de ambas se colocando de forma um tanto quanto assustadora?
_____________________________________________________________


MINHAS IMPRESSÕES

O que dizer de um livro que mexeu tanto com as minhas emoções enquanto eu fazia a leitura do livro? Eu realmente amei essa obra e achei que a autora foi muito feliz em escreve-la. Desde o inicio do livro sentimos muita empatia pela personagem principal, não apenas por ela estar passando por uma fase de luto pela morte do irmão mas, por ela também estar com raiva de estar tendo que passar por toda essa fase de luto por causa do irmão mais novo.
A narrativa da Cynthia é muito fácil e rápida de ser lida e apesar do livro abordar um assunto tão pesado como é o suicídio, ela não deixou isso transparecer na sua escrita fazendo com que a narrativa continuasse sendo leve mesmo nos momentos mais tensos da história. Não posso dizer que foi um livro fácil de ser lido apesar da escrita da autora ser fácil de ser lida, porém, quanto mais vamos nos aprofundando na história e conhecendo melhor a Lex e junto com ela, tentando entender quais foram as motivações do Tyler até chegar ao ponto de cometer o ato suicida, mais difícil vai ficando de ler o livro. 
Muitas partes do livro, senão, o livro inteiro me tocou muito e mexeu muito com o meu emocional. Acredito que é um livro um tanto quanto doído de ser lido, principalmente, para pessoas que sofrem com a depressão e pensamentos suicidas simplesmente pelo fato da pessoa que está lendo entender o que é sentir a dor que o Tyler estava sentindo.
Também é um livro que nos faz pensar nas pessoas que ficam e são obrigadas a enfrentar toda a dor da perda e do luto, nos faz parar para pensar nos familiares e em como as pessoas próximas podem ajudar nesses casos!
É um livro extremamente importante e muito necessário, nos fazendo entender mesmo que um pouco como é conviver com o fato de saber que uma pessoa que você amava, não amava viver tanto assim. Acho que o livro deveria ser estritamente obrigatórias nas escolas, senão, no mundo inteiro. É uma obra impecável, delicada e com muitos pontos verdadeiros sobre doenças mentais.
A edição está super caprichada (o que é de se esperar da nossa editora maravilhosa da vida), a diagramação está impecável também e os pequenos detalhes da edição estão massa!
Claro, que o livro recebeu uma classificação de 5.0 estrelas e foi favoritado sem nem me fazer pensar muito sobre isso. Super recomendo a leitura, obviamente.
Você já leu a obra? Me conta nos comentários o que você achou também!
Beijos da Cah

Classificação:
_____________________________________________________________

O ÚLTIMO ADEUS






sexta-feira, 11 de maio de 2018

RESENHA #13: A Menina da Saia Rosa (Elilene Araújo)



"Helena foi uma criança que teve uma vida difícil e muito sofrida por viver ao lado de um pai alcoólatra, Elvis. Ela vai estudar em um projeto social, onde acaba fazendo algo que adora: cantar e tocar. Fica conhecida por “A menina da saia rosa”, pelo fato de sua professora a chamar assim, visto que sempre usava essa vestimenta, sendo essa sua melhor roupa.

Dez anos depois, Helena vê sua vida mudar. Um dia quando se apresentava em uma reunião de trabalho, conhece William. A atração mútua cresce e rapidamente os dois se apaixonam. Essa linda história não fala apenas da paixão entre duas pessoas que não conseguem viver longe uma da outra, mas sim da superação, do amor, e acima de tudo o perdão."

Romance | 290 Páginas | Editora PenDragon | Skoob | Compre:  Amazon

_____________________________________________________________


E aí pessoinhas, como vocês estão?
Hoje venho trazer a resenha do livro "A Menina da Saia Rosa", livro de estréia da autora "Elilene Araújo". O livro foi lançado por aqui pela Editora PenDragon quase no final do ano passado, e eu recebi ele no final do ano e comecei a ler em Janeiro e preciso confessar que só consegui finalizar essa leitura nesse mês de Maio (pois é, podem me julgar por que eu sei que foi muito tempo!). Mas bora lá começar essa resenha!


A HISTÓRIA

Bom, aqui nós vamos conhecer a Helena, que é uma menina com seus 18 anos que teve um passado super conturbado com um pai alcoólatra e com uma mãe que sempre lutou pelos três filhos praticamente sozinha. Desde cedo Helena descobre qual sua maior paixão e sabe o que quer fazer para o resto de sua vida, que é cantar, tocar e atuar
Dez anos depois, a garota vê sua vida mudar para melhor. Helena é convidada para atuar uma peça sendo ela a protagonista principal e é lá que a garota conhece William, um rapaz super esforçado mas que carrega consigo um triste desentendimento com seu pai por conta da carreira que decidiu seguir. Ambos se unem e dessa amizade nasce o amor, juntos eles vão aprender coisas incríveis mas acima de tudo, aprenderam sobre o perdão.

_____________________________________________________________


MINHAS IMPRESSÕES

Antes de contar quais foram as minhas impressões sobre a obra, queria deixar claro aqui que essa é apenas a MINHA opinião e eu sempre recomendo que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões!

Confesso aqui que solicitei o livro para a editora por conta da capa que eu achei muito lindinha e super fofinha (quem me conhece sabe que gosto de coisas bem menininhas), o que me deixou com as expectativas super altas em relação a obra.
Creio que a intenção da autora ao escrever o livro foi querer passar uma lição de vida aos leitores e a história é realmente muito bonita e recheado de lições que valem a pena serem absorvidas por nós, leitores. Porém, não consegui me apegar com nenhum dos personagens (#choremos), a narrativa da autora também não me agradou e não conseguiu me cativar já que percebi que a autora usava palavras ou expressões esquisitas para o enredo da trama ou até mesmo, porque senti que o público alvo do livro ou não entenderia ou se sentiria incomodado com tais palavras e/ou expressões (até porque, até eu que definitivamente não sou o público alvo do livro fiquei incomodada). E ainda em relação a narrativa da autora, as vezes me pegava confusa pois percebi que algumas vezes a narrativa da autora ia oscilando entre primeira e terceira pessoa, muitas vezes num mesmo parágrafo.
Outra coisa que me fez ficar ainda mais decepcionada no decorrer da leitura foi a rapidez com que as coisas iam acontecendo com a protagonista ao longo do livro. E uma das coisas que mais me fez não gostar da obra (infelizmente, por que eu queria muito ter gostado) foi a falta de "conflitos" (obs: quando digo "falta de conflitos" quero dizer que o livro vai acontecendo e nada de "errado" acontece, ou seja, tudo dava certo o tempo todo).
E por fim, o casal principal do livro é realmente super mega ultra power romântico e euzinha aqui não curto casais mega chicletes, mas isso é uma preferência minhas mesmo e não quer dizer que você ai também não vá gostar do casal!
Ufa, acho que falei demais (HAHA), obviamente essa foram apenas as minhas impressões sobre a obra, porém, reafirmo aqui que o livro é repleto de reflexões sobre a vida, o amor e o perdão
Infelizmente o livro não funcionou para mim, mas eu espero que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões. Se você já leu o livro, me conta aí o que você achou e vamos continuar essa conversa nos comentários!
Beijos da Cah

Classificação:
_____________________________________________________________

 A MENINA DA SAIA ROSA