quarta-feira, 16 de maio de 2018

QUOTES #01: Um De Nós Está Mentindo (Karen M. McManus)

Oi pessoinhas, tudo belezinha?
Hoje eu venho mostrar para vocês quais são os meus quotes preferidos do livro "Um De Nós Está Mentindo", que foi um livro que li recentemente e fiz até resenha lá no canal (caso você não tenha visto a resenha, vou deixar ela aqui embaixo).


E vamos para os quotes:


  • "— Eu espero que você tenha tomado um banho de desinfetante depois que saiu da moto dele. — Acrescenta Kate. — Ele é uma puta.
    Eu olho feio para ela.
    — Você percebe que é sexista chama-lo de puta, né? Se tem que usar algum termo, podia pelo menos escolher um que não ofendesse as mulheres."
  • "Tenho pessoas com quem vou às festas, para quem vendo e com quem trevo, mas não chamaria nenhuma delas de amigo."
  • "Você vai falar antes que eu vá embora? Ou virá quando já for tarde demais?..."
  • "Eles vêem martelando a mesma mensagem na minha cabeça desde o jardim de infância: trabalhe pesado, faça o melhor de si e o resto virá."
  • "Algumas pessoas são tóxicas demais para viver. Simplesmente são."
  • "— As coisas pioram antes de melhorar. — Comenta ela placidamente. — É assim que funciona."
  • " — Eu não preciso de um homem para ser feliz, mãe."
  • "— Mas estou começando a me dar conta de que há coisas que são impossíveis de serem desfeitas, não importa o tamanho das boas intenções."

_____________________________________________________________

Esses foram os quotes que mais me marcaram enquanto eu fazia a leitura do livro. Para quem já leu, qual quote mais te marcou?
Beijos da Cah


Compre & Compare: SaraivaAmazon


segunda-feira, 14 de maio de 2018

RESENHA #14: O Último Adeus (Cynthia Hand)

"O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. 
O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante. 
O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes."

Romance | 352 Páginas | Darkside Books | Skoob | Compre & Compare: SaraivaAmazon
_____________________________________________________________

Olá queridos, tudo belezinha com vocês?
O post de hoje é sobre um livro que eu acho extremamente importante e se eu pudesse, faria ser leitura obrigatória no nosso mundo (porque, oh lugarzinho que precisa de mais empatia, né?). Estou falando de "O Último Adeus", escrito pela Cynthia Hand e lançado aqui no Brasil pela nossa caveirinha mais querida, Darkside Books.


A HISTÓRIA

Aqui nós vamos conhecer a Lex, uma garota que acabou de perder Tyler, seu irmão mais novo para o suicídio. Não sabendo lidar com a perda, Lex começa a frequentar um terapeuta que insiste para que ela comece a escrever um diário para expressar melhor os sentimentos de luto que não consegue colocar para fora em palavras.
Diante de tantas coisas para pensar, como o divórcio dos pais e a preocupação sobre qual universidade vai frequentar, Lex e sua mãe começam a sentir a presença de seu irmão morto pela casa. Seria possível Tyler ainda estar presente na casa mesmo depois de morto? Fantasma, talvez? Ou apenas a saudade de ambas se colocando de forma um tanto quanto assustadora?
_____________________________________________________________


MINHAS IMPRESSÕES

O que dizer de um livro que mexeu tanto com as minhas emoções enquanto eu fazia a leitura do livro? Eu realmente amei essa obra e achei que a autora foi muito feliz em escreve-la. Desde o inicio do livro sentimos muita empatia pela personagem principal, não apenas por ela estar passando por uma fase de luto pela morte do irmão mas, por ela também estar com raiva de estar tendo que passar por toda essa fase de luto por causa do irmão mais novo.
A narrativa da Cynthia é muito fácil e rápida de ser lida e apesar do livro abordar um assunto tão pesado como é o suicídio, ela não deixou isso transparecer na sua escrita fazendo com que a narrativa continuasse sendo leve mesmo nos momentos mais tensos da história. Não posso dizer que foi um livro fácil de ser lido apesar da escrita da autora ser fácil de ser lida, porém, quanto mais vamos nos aprofundando na história e conhecendo melhor a Lex e junto com ela, tentando entender quais foram as motivações do Tyler até chegar ao ponto de cometer o ato suicida, mais difícil vai ficando de ler o livro. 
Muitas partes do livro, senão, o livro inteiro me tocou muito e mexeu muito com o meu emocional. Acredito que é um livro um tanto quanto doído de ser lido, principalmente, para pessoas que sofrem com a depressão e pensamentos suicidas simplesmente pelo fato da pessoa que está lendo entender o que é sentir a dor que o Tyler estava sentindo.
Também é um livro que nos faz pensar nas pessoas que ficam e são obrigadas a enfrentar toda a dor da perda e do luto, nos faz parar para pensar nos familiares e em como as pessoas próximas podem ajudar nesses casos!
É um livro extremamente importante e muito necessário, nos fazendo entender mesmo que um pouco como é conviver com o fato de saber que uma pessoa que você amava, não amava viver tanto assim. Acho que o livro deveria ser estritamente obrigatórias nas escolas, senão, no mundo inteiro. É uma obra impecável, delicada e com muitos pontos verdadeiros sobre doenças mentais.
A edição está super caprichada (o que é de se esperar da nossa editora maravilhosa da vida), a diagramação está impecável também e os pequenos detalhes da edição estão massa!
Claro, que o livro recebeu uma classificação de 5.0 estrelas e foi favoritado sem nem me fazer pensar muito sobre isso. Super recomendo a leitura, obviamente.
Você já leu a obra? Me conta nos comentários o que você achou também!
Beijos da Cah

Classificação:
_____________________________________________________________

O ÚLTIMO ADEUS






sexta-feira, 11 de maio de 2018

RESENHA #13: A Menina da Saia Rosa (Elilene Araújo)



"Helena foi uma criança que teve uma vida difícil e muito sofrida por viver ao lado de um pai alcoólatra, Elvis. Ela vai estudar em um projeto social, onde acaba fazendo algo que adora: cantar e tocar. Fica conhecida por “A menina da saia rosa”, pelo fato de sua professora a chamar assim, visto que sempre usava essa vestimenta, sendo essa sua melhor roupa.

Dez anos depois, Helena vê sua vida mudar. Um dia quando se apresentava em uma reunião de trabalho, conhece William. A atração mútua cresce e rapidamente os dois se apaixonam. Essa linda história não fala apenas da paixão entre duas pessoas que não conseguem viver longe uma da outra, mas sim da superação, do amor, e acima de tudo o perdão."

Romance | 290 Páginas | Editora PenDragon | Skoob | Compre:  Amazon

_____________________________________________________________


E aí pessoinhas, como vocês estão?
Hoje venho trazer a resenha do livro "A Menina da Saia Rosa", livro de estréia da autora "Elilene Araújo". O livro foi lançado por aqui pela Editora PenDragon quase no final do ano passado, e eu recebi ele no final do ano e comecei a ler em Janeiro e preciso confessar que só consegui finalizar essa leitura nesse mês de Maio (pois é, podem me julgar por que eu sei que foi muito tempo!). Mas bora lá começar essa resenha!


A HISTÓRIA

Bom, aqui nós vamos conhecer a Helena, que é uma menina com seus 18 anos que teve um passado super conturbado com um pai alcoólatra e com uma mãe que sempre lutou pelos três filhos praticamente sozinha. Desde cedo Helena descobre qual sua maior paixão e sabe o que quer fazer para o resto de sua vida, que é cantar, tocar e atuar
Dez anos depois, a garota vê sua vida mudar para melhor. Helena é convidada para atuar uma peça sendo ela a protagonista principal e é lá que a garota conhece William, um rapaz super esforçado mas que carrega consigo um triste desentendimento com seu pai por conta da carreira que decidiu seguir. Ambos se unem e dessa amizade nasce o amor, juntos eles vão aprender coisas incríveis mas acima de tudo, aprenderam sobre o perdão.

_____________________________________________________________


MINHAS IMPRESSÕES

Antes de contar quais foram as minhas impressões sobre a obra, queria deixar claro aqui que essa é apenas a MINHA opinião e eu sempre recomendo que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões!

Confesso aqui que solicitei o livro para a editora por conta da capa que eu achei muito lindinha e super fofinha (quem me conhece sabe que gosto de coisas bem menininhas), o que me deixou com as expectativas super altas em relação a obra.
Creio que a intenção da autora ao escrever o livro foi querer passar uma lição de vida aos leitores e a história é realmente muito bonita e recheado de lições que valem a pena serem absorvidas por nós, leitores. Porém, não consegui me apegar com nenhum dos personagens (#choremos), a narrativa da autora também não me agradou e não conseguiu me cativar já que percebi que a autora usava palavras ou expressões esquisitas para o enredo da trama ou até mesmo, porque senti que o público alvo do livro ou não entenderia ou se sentiria incomodado com tais palavras e/ou expressões (até porque, até eu que definitivamente não sou o público alvo do livro fiquei incomodada). E ainda em relação a narrativa da autora, as vezes me pegava confusa pois percebi que algumas vezes a narrativa da autora ia oscilando entre primeira e terceira pessoa, muitas vezes num mesmo parágrafo.
Outra coisa que me fez ficar ainda mais decepcionada no decorrer da leitura foi a rapidez com que as coisas iam acontecendo com a protagonista ao longo do livro. E uma das coisas que mais me fez não gostar da obra (infelizmente, por que eu queria muito ter gostado) foi a falta de "conflitos" (obs: quando digo "falta de conflitos" quero dizer que o livro vai acontecendo e nada de "errado" acontece, ou seja, tudo dava certo o tempo todo).
E por fim, o casal principal do livro é realmente super mega ultra power romântico e euzinha aqui não curto casais mega chicletes, mas isso é uma preferência minhas mesmo e não quer dizer que você ai também não vá gostar do casal!
Ufa, acho que falei demais (HAHA), obviamente essa foram apenas as minhas impressões sobre a obra, porém, reafirmo aqui que o livro é repleto de reflexões sobre a vida, o amor e o perdão
Infelizmente o livro não funcionou para mim, mas eu espero que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões. Se você já leu o livro, me conta aí o que você achou e vamos continuar essa conversa nos comentários!
Beijos da Cah

Classificação:
_____________________________________________________________

 A MENINA DA SAIA ROSA




quarta-feira, 9 de maio de 2018

O QUE EU ACHEI DE: A Seleção (Kiera Kass)

Boa tarde pessoinhas, tudo belezinha?
O post de hoje é sobre a tão aclamada série "A Seleção" da autora Kiera Kass, lançado aqui no Brasil pela Editora Seguinte (que nada mais é do que um selo da Companhia das Letras, voltado para o público jovem).
Há muito tempo eu queria ler essa série, porém, sempre procrastinei essa leitura (Porque? Não sei!) e ainda depois de ganhar os três primeiros volumes da série, fiquei enrolando... Mas, em Janeiro eu finalmente resolvi pegar o primeiro volume para ler!


Acho que todo mundo ou quase todo mundo já sabe do que o livro se trata, porém, se você é uma das pessoas que ainda não sabem, segue a sinopse abaixo:
"Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto.
Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. 
Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma..."

Romance | 368 Páginas | Editora Seguinte | Skoob | Compre & Compare: SaraivaAmazon
_____________________________________________________________

O QUE EU ACHEI

Eu curti muito a escrita da Kiera, a história é bastante interessante também e a personagem principal (America) tem muita representatividade, mas eu não consegui simpatizar ou torcer por basicamente nenhum dos personagens do livro, o que me deixou muito decepcionada já que a série tem muitos fãs super apaixonados (e são muitos mesmo, sério). Fiquei com a sensação de que se eu tivesse lido a obra quando mais nova, eu teria amado.
Sinceramente, achei a personagem principal mega chata (tipo, no nível insuportável) e olha que eu tentei muito gostar dela, mas mesmo com toda a representatividade que ela traz consigo, a personagem não me desceu! (infelizmente!)
Outra coisa, qual era a daquele príncipe? Em algumas partes do livro eu fiquei irritadíssima com as suas atitudes e não consegui me apaixonar por ele como a maioria dos fãs da saga são. Graças a Deus, eu decidi dar continuidade com a série e vou em breve ler o segundo volume e espero mesmo, do fundo do meu coraçãozinho gostar!

_____________________________________________________________

Me fala aí o que você acha da série e vamos continuar essa conversa nos comentários.
Beijos da Cah

segunda-feira, 7 de maio de 2018

FAVORITOS DO MÊS: Abril (2018) | por Carol Sant

Oi pessoinhas, tudo belezinha com vocês?
Já tem um tempão que eu não fazia post de favoritos do mês aqui no blog, mas resolvi voltar porque é um dos posts que eu mais gosto de fazer por aqui. No mês de Abril conheci e me viciei em muitas coisas legais, bora começar!


Começando com o nosso famigerado assunto, que são os livrinhos que eu mais gostei de ler no mês de Abril. Curiosos?!

Um dos livros que mais me impactaram no ano de 2018 foi lido em Abril, que é "O Último Adeus", da Cynthia Hand. Era uma leitura que eu queria muito ler mas sempre ficava procrastinando e gente, QUE LIVRÃO! A obra foi favoritada e em breve vou falar mais dele em um vídeo exclusivo lá no canal, então fiquem de olho.
Sinopse: O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. 
O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante. 
O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes.


E o outro livro que eu gostei muito de fazer a leitura foi "Paris Para Um e Outros Contos", da minha queridissíma Jojo Moyes.
A obra é uma coletânea de contos que se passam de alguma forma em Paris ou próximo de lá, a Jojo como sempre nos surpreende com sua escrita e com personagens fortes e marcantes e em breve sai resenha desse livrinho aqui no blog, fiquem ligados!
Sinopse: Nessa vibrante coletânea, o leitor poderá conhecer mais um lado da autora. Em histórias curtas e divertidas, Jojo, sem deixar de lado as personagens decididas que conquistaram o público, faz sua conhecida mágica de transformar situações comuns em eventos extraordinários.
No conto que dá título ao livro, a jovem Nell planeja um final de semana romântico em Paris com o namorado e fica sabendo, já na estação, que ele desistiu de acompanhá-la. Sozinha em um país estrangeiro, Nell descobre uma nova versão de si mesma, independente e corajosa. 
Outros contos incluem um assalto a uma joalheria com uma reviravolta amorosa, a história de uma mulher que passa um dia inteiro com os sapatos de outra pessoa e um shopping lotado de pessoas fazendo compras de Natal que vai revelar a uma esposa estressada o que de fato importa na vida. 
E em “Lua de mel em Paris”, que fecha a coletânea, Jojo Moyes brinda os leitores com um reencontro com as personagens do best-seller A garota que você deixou para trás, Liv e Sophie, que, separadas por algumas décadas, acreditam que o casamento é apenas o início de suas histórias de amor.
Dez pequenas amostras da saborosa escrita de Jojo Moyes, divertidas, autênticas e irresistíveis — você vai ler e se encantar.
Falando de filmes, esse mês eu não assisti tantos filmes assim. Mas, assisti um que foi uma ótima escolha de filme!

_____________________________________________________________

Eu não assisti tantos filmes assim esse mês, mas o que assisti valeu pelos que eu não vi (HAHA).

Estou falando de "Rampage: Destruição Total", com o ator Dwayne Johnson (que só faz filmão, diga-se de passagem). É um filme de ação, com muita adrenalina e cheio de reviravoltas... Eu dei uma classificação de 4.0 estrelas para o filme, só não dei 5.0 estrelas porque gente, como você achava que tudo ia se resolver lá vinha mais problema e isso me deixou um pouquinho impaciente (confesso!). Ah e vale lembrar que o filme ainda está passando em alguns cinemas, vale a pena conferir se você ainda não viu!
Sinopse: Davis Okoye é um primatologista, um homem recluso que compartilha um vínculo inabalável com George, um gorila muito inteligente que está sob seus cuidados desde o nascimento. Quando um experimento genético desonesto é feito em um grupo de predadores que inclui o primata, os animais se transformam em monstros que destroem tudo em seu caminho. Agora, Okoye precisa conseguir um antídoto e impedir que seu amigo provoque uma catástrofe global.

_____________________________________________________________

Não se esse mês eu tive uma série "favorita", mas assisti a três séries que foram: "How To Get Away With A Murder", "Pretty Little Liars" e "Gilmore Girls". Porém, uma se destacou mais do que as outras né!

Estou falando de "How To Get Away With A Murder" (3º temporada). Essa temporada foi de matar, com acontecimentos que nem de longe eu ia imaginar que poderia de fato acontecer, a nossa advogada maravilhosa continua sendo cheia de atitude e muitas intrigas entre os nossos alunos preferidos continuam a acontecer, estou ansiosa para assistir finalmente a 4º temporada. Vocês também assistem a essa série? O que acham dela?
Sinopse: A história conta sobre um grupo de ambiciosos estudantes de Direito e sua brilhante e misteriosa professora de defesa criminal, que se vê envolvida em uma trama de assassinato que vai agitar toda a universidade e mudar o curso de suas vidas.

_____________________________________________________________

Todos vocês sabem que eu adoro assistir a documentários, mas esse mês não consegui assistir a nenhum. Porém, eu consegui rever um documentário super inspirador.

Sim, estou falando de "Demi Lovato: Simply Complicated". É um documentário super inspirador sobre essa cantora super GRL POWER, a Demi nos conta coisas que nem de longe podíamos imaginar que aconteceram na vida dela (o que só me fez admirar ainda mais a pessoa que ela é). Sua sinceridade e sua atitude são duas das qualidade que eu mais amo nesse mulherão!
Sinopse: Demi Lovato: Simply Complicated é um documentário completo que dá uma visão pessoal e íntima da vida de Demi Lovato como não apenas uma jovem comum de 25 anos, mas também uma das maiores estrelas pop do mundo.Para conhecer Demi melhor, você tem que entender tudo o que ela passou e superou. Este documentário inclui histórias nunca contadas que informam a pessoa que ela é hoje.Embarque na viagem com Demi enquanto ela cria seu trabalho mais importante na música, e descobre o seu eu mais autêntico no caminho.

_____________________________________________________________

E por último mas não menos importante, músicas nossas de cada dia! (quem consegue viver sem? HAHA). Esse mês eu tive muita música favoritada e que me viciei, então, se preparem!


Uma das músicas que mais marcaram meu mês de Abril foi sem dúvida, não só essa música mas essa banda no geral, que é "Imagine Dragons".
"Believer" é uma música que tem uma mensagem super forte, e foi uma das principais faixas que me fez ser forte nesse mês que passou. Em uma das minhas partes preferidas, diz: 
"Dor! / Você me fez / fez de mim alguém que acredita, acredita / Dor / Você me derruba / me levanta como alguém que acredita, acredita."



Outra música que me fez ser forte nesse mês de Abril, foi "Save Yourself" da banda "Kaleo".
É realmente uma obra de arte, com uma letra que nos toca e nos faz sentir a esperança quando achamos que esta não está mais conosco, ela diz assim em uma das minhas partes preferidas (mas vale a pena conferir a letra inteira, ein!):
"Escolha as palavras antes de dizê-las / Você pode ver que tudo o que você tem é tempo? / Agora salve-se / Você não vai se salvar? / Querida, salve-se por alguém."



Uma música com letra super inspiradora é "Inspired", da nossa smiley "Miley Cyrus". Ela que vem voltando cada vez mais as suas raízes, o que podemos ver no seu último álbum lançado ("Young Now") e uma das minhas faixas preferidas é essa!
Olha que hino de letra:
"Como podemos escapar de todo o medo, de todo o ódio / Alguém está cuidando de nós aqui embaixo? / A morte é vida, não é uma maldição / Nos lembra do tempo e do que vale a pena / A tirar o máximo proveito dele enquanto estamos aqui."



E a última música que me viciei no mês de Abril, foi "Devil In Me", da Halsey.
Outra mulher muito inspiradora é essa Halsey, né?! Suas letras são fortes e cheias de atitude, nos trazendo muitas vezes esperanças e outras vezes determinação.
Sente o tiro que é essa letra:
"Não vou matar ninguém / Se eu rastejar esta noite / Mas ainda vou decepcionar a todos / Quando eu me recompor / Eu desabei / Enquanto tentava chegar ao seu nível / Mas eu grito alto / Se quiser expressar a minha opinião."

_____________________________________________________________

Então esses foram os meus favoritos do mês de Abril. Me conta ai nos comentários quais foram os de vocês ou se vocês já se viciaram nessas obras que citei no post!
Beijos da Cah

segunda-feira, 30 de abril de 2018

RESENHA #12: Os Defensores de Deneb e o Feiticeiro Aprisionado (Manuella S. B. Queiroga)

"Séculos atrás, três feiticeiros e três bruxas – os seis grandes – travaram uma grande batalha, que ¬ caria conhecida como a Grande Guerra. Esse confronto visava impedir que as bruxas concretizassem o ritual da Lua de Sangue, que concederia vida eterna a quem o realizasse. Essa Grande Guerra resultou num massacre e no desaparecimento de um dos feiticeiros. A profecia estava quase concretizada.
O mundo então se apartou dos humanos e dividiu-se entre Deneb e as ruínas de Alcyone, mas sempre atento a qualquer vestígio da volta dos seis grandes.
Despertam então os campeões, de ambos os lados. Os feiticeiros, porém, reencarnam muito além das fronteiras de Deneb, na terra dos humanos. Não bastasse a guerra, esses dois heróis ainda terão de se adequar a um mundo completamente estranho, dispondo de pouco tempo para se acostumar a uma nova realidade – e ainda fugir daqueles que os querem mortos.
Junte-se aos jovens defensores de Deneb nesta primeira batalha da saga para descobrir o paradeiro do último feiticeiro. Sem ele, Deneb estará fadada à destruição, pois não é párea para o inimigo alcyoniano e para as forças das trevas que se erguem mais uma vez."

Fantasia | 286 Páginas | Talentos da Literatura Brasileira | Skoob | Compre & Compare: SaraivaAmazon

_____________________________________________________________

A conversa de hoje é sobre o livro "Os Defensores de Deneb e o Feiticeiro Aprisionado", livro de estréia da autora Manuela S. B. Queiroga. Lançado pela editora Novo Século pelo selo "Talentos da Literatura Brasileira", que é um selo que eu particularmente adoro (sempre acabo descobrindo autores incríveis e melhor ainda, autores nacionais incríveis), mas vamos parar de enrolação e bora começar essa resenha.


A HISTÓRIA

Aqui nós somos apresentados a um novo mundo chamado Deneb e outro chamado Alcyone, onde foram divididos depois de uma guerra que ocorreu séculos atrás entre três feiticeiros e três bruxas, que ficou conhecida até os dias de hoje como "A Grande Guerra". Essa guerra acabou resultando no desaparecimento de um dos feiticeiros, um grande massacre e a divisão entre Deneb e Alcyone. 
Conforme fora previsto reencarnaram os campeões de ambos os lados, porém, dois deles estão longes das fronteiras de Deneb, no mundo dos humanos. Agora, esses dois terão que se adequar a uma terra estranha e confiar em pessoas que nunca viram e estarem prontos para a guerra que está próxima.
_____________________________________________________________

MINHAS IMPRESSÕES


Eu amei ler esse livro e conhecer essa história. Os personagens (que são muitos, acredite) são muito cativantes e prestativos, além de conhecermos um mundo novo e mágico também acabamos por conhecer cada personagem de forma bem pessoal, mas de um jeito bastante sútil. A escrita da autora é super fluída e fácil de ser lida. Confesso que de início achei que ficaria um pouco confusa ou perdida com os personagens, porque são muitos personagens diferentes e muitas vezes em uma mesma cena, mas isso não aconteceu (ainda bem HAHA).
Senti também muita semelhança com a saga de Harry Potter, em parte por que a história inteira do livro se desenrola dentro de uma escola de magia chamada "Bridgit Hildegart". Alguns dos personagens são muito engraçados e tem um senso de humor único, o que só me fez gostar ainda mais de acompanhar o dia a dia dessa turma e as partes de grande ação também não nos decepcionam.
Manuella S. B. Queiroga nos mostra para o que veio, nos apresentando a um mundo completamente novo e nos cativando com sua história e seus personagens. Levou uma classificação de 4.0 estrelas no Skoob, um super recomendo e já estou ansiosa para ler a continuação da saga.
Beijos da Cah

Classificação:
_____________________________________________________________

 OS DEFENSORES DE DENEB E O FEITICEIRO APRISIONADO






quinta-feira, 26 de abril de 2018

SEJA GRATO PELAS DECEPÇÕES

Olar leitores, tudo belezinha?
Alguns dias atrás eu me deparei com uma publicação no instagram de um ilustrador e autor chamado, Daniel Duarte (@sigaosbaloes) que eu já acompanho a algum tempo e super recomendo, o post foi intitulado como "POST DO DESABAFO", e logo abaixo vinha a seguinte pergunta: "O que você diria para a última pessoa que machucou seu coração?".
Eu decidi entrar na "brincadeira" (digamos assim) e dizer algumas coisinhas para a última pessoa que machucou meu coração, achei a ideia do post tão original e criativa que resolvi postar aqui no blog o post do Daniel com o meu pequeno desabafo. 

○ OBS: eu sei que não costumo fazer posts desse tipo aqui, mas espero que vocês gostem! ○ 



E o meu desabafo para a pessoa que machucou meu coraçãozinho foi esse:

 

• REDIGITANDO O DESABAFO •

"Doeu. Machucou. Fez sangrar. Senti como se não fosse mais conseguir viver, ou respirar. Foi cruel. Bem pesado e ate mesmo constrangedor. Me senti insuficiente, tão insuficiente que você encontrou outra pessoa para amar. Às vezes ainda me sinto assim. As vezes ainda sinto toda dor. As vezes ainda acho que eu poderia ter feito algo diferente que mudaria seu pensamento. Mas agora, na maioria do tempo, percebo que consigo viver sem você. Decidi não me colocar mais como vítima, por que bem, eu não quero ser uma vítima. Não quero sua piedade, não quero que se sinta mal pelo que fez comigo, com nós dois. Hoje percebo que você nunca serviu para mim, mas me dói ter demorado tanto tempo para só enfim, perceber isso. Não me arrependo das coisas que fiz e se pudesse faria tudo de novo. Se pudesse passaria por tudo novamente. Só hoje percebi que você que não vale a minha dor, muito menos o meu tempo. Mas apesar de tudo, desejo que seja feliz. Desejo que tenha sucesso. Desejo que tenha paz. Desejo que nunca te falte amor. Mas acima de tudo, desejo do fundo do meu coração, que você consiga um dia ser um homem melhor."

_____________________________________________________________

Então esse foi o meu desabafo, agora quero saber de vocês.
O que você diria para a última pessoa que machucou seu coração? Deixa ele ai nos comentários!
Beijos da Cah