RESENHA: Ninguém Nasce Herói (Eric Novello) | por Carol Sant

Boa tarde, tudo belezinha com vocês?
Hoje trago a resenha de um livro que recebi de cortesia da Editora Seguinte, do autor nacional Eric Novello,intitulado "Ninguém Nasce Herói".Alguém ai já ouviu falar?
O livro é uma distopia que se passa no Brasil, o que de cara já me chamou a atenção, colocando em questão em como anda a nossa política  nos dias atuais, mas vamos lá conhecer um pouquinho mais qual é a história que o livro nos conta!

                                                                                                             Foto por: Blog Vida e Letras

Aqui vamos conhecer o Chuvisco que é o nosso protagonista principal e quem narra a história para o leitor. Ele junto com seus amigos lutam contra o novo governo e principalmente contra "O Escolhido" que é um fanático religioso que conseguiu dominar o congresso através de manobras políticas, o que acabou gerando uma série de grupos de ódio que perseguem negros, homossexuais, transexuais, praticantes de outras religiões, entre outros. Agora, o governo anunciou um "Pacto de Convivência", que dá fim a perseguição (ou finge dar fim) contra as minorias e as oposições, porém, poucos são aqueles que acreditam nesse tal pacto!
Chuvisco é uma das pessoas que não conseguem acreditar nas "boas intenções do Escolhido", quando percebe que continuam a reprimir as minorias ao ponto de presenciar o espancamento gratuito de um jovem trans. Ele então decide ajuda-lo, e logo depois cada um segue seu caminho, porém, Chuvisco não consegue tirar o garota da cabeça e é quando ele começa uma busca a procura do garoto, chamado Júnior.
Sem contar que Chuvisco tem que lidar com suas catarses criativas: que são momentos em que o garoto sai da realidade e deixa sua imaginação tomar conta e o controlar, o que pode coloca-lo em situações extremamente perigosas. Com a ajuda de um psicanalista, ele aprendeu a controlar suas catarses quando ainda era jovem, mas agora, alguns anos depois, a situação em que o país se encontra desencadeia no garoto um série de novas crises que ele não consegue controlar.

                                                                                                                                                                                Foto por: Estante Diagonal

A narrativa é totalmente fluída, o que faz com que você leia o livro bem rápido. Alguns capítulos instigam o leitor a curiosidade de saber o que vai acontecer no próximo, o que é um dos pontos mais positivos do livro. Eu gostei bastante da história, apesar de achar que o autor enrolou um pouco para realmente dar início de fato a história em si. Acabei me apegando muito ao Chuvisco, que é o típico personagem que te faz querer ser amiga dele, sabe?!
Porém, preciso dizer que acabei me decepcionando com o final da história, achei o fim muito raso para uma história tão intensa, com momentos políticos, que levanta a bandeira LGBT e nos faz pensar em como a religião está inserida na nossa sociedade e em como isso pode ser bom, mas também pode ser um tanto ruim, que é quando deixa de ser religião e passa a ser um fanatismo religioso.
Posso dizer que estava esperando mais em relação a finalização da trama, ainda mais por saber que o autor tinha a capacidade, porém, preferiu finalizar o livro do jeito que encerrou. Sem dizer que estava torcendo para esse ser o primeiro livro de uma trilogia, mas apesar de tudo é um livro super legal, com uma pegada jovem e que faz o tempo gasto lendo valer a pena!
No geral, é um bom livro e eu gostei bastante de fazer a leitura. Recebeu a classificação de 3 estrelas no Skoob, leitura recomendada.
Beijos da Cah
Classificação: 


Meus quotes preferidos do livro:
  • "O problema é que o "basta" abre as portas para o desconhecido. E, hoje, o desconhecido causa medo. Infelizmente, essa é a nossa cidade. Desperta para a rotina louca do trabalho, narcoléptica para todo o resto."
  • "Numa época em que preconceitos antes velados são gritados com orgulho, não me espanta que tenha sido ele o eleito."
  • "Com maior ou menos dose de inocência, otimismo ou pessimismo, no fim estamos todos procurando uma maneira de seguir adiante."
  • "Você já sentiu uma pressão no peito devastadora e sem nome? Sentiu que um peso invisível poderia esmagá-lo de repente? Seria tão simples desistir, penso, sentindo  as costas afundarem no chão de cimento. Simplesmente deixar que eles vençam. Mas não hoje. Não aqui, com meus amigos em perigo."
  • "Talvez pelo modo como as pessoas me tratavam por causa das catarses criativas, entendi desde pequeno que uma pessoa não precisa ser igual à gente para merecer respeito. Somos todos diferentes, de um jeito ou de outro. E está bom para mim assim."
  • "Achei importante mostrar que ninguém está livre de umas recaídas. Tem dias que são mais complicados d que outros..."
  • "Foi com ela que aprendi o quanto despedidas são ruins e que a dor pela partida de alguém é uma saudade acumulada que bate toda de uma só vez pelos anos que nunca virão."
  • "— Eu também faço isso. Costumo culpar única e exclusivamente a religião — ele prossegue. — Mas se for parar pra pensar, é exatamente isso que a religião tem feito desde que o mundo é mundo. Se alguém consegue comprar uma casa, um carro de segunda mão, subir de posição na empresa, Deus, nunca a pessoa, é o responsável. Se comete um crime, rouba, mente, faz fofoca, o culpado é o diabo. A igreja, Chuvisco, tirou a responsabilidade das mãos das pessoas. — Ele dá uma garfada em uma tira de peixe e balança o talher como uma varinha de condão. — Quem não entende que é responsável pelos próprios atos, pelos bons e pelos ruins, é capaz de tudo."
  • "Meu pai dizia que a melhor maneira de resolver nossa questão com a morte é resolver nossa questão com a vida."
  • "Algo me diz que vou precisar de fato de um período de descanso. Um tempo para sublimar a dor que finjo não me mastigar por dentro com dentes afiados. Um tempo para aprender a lidar com essa ausência-presente dos amigos que não estão mais aqui."
  • "Ninguém quer sentir medo ao andar na rua. Ninguém quer ser escorraçado, agredido. Ninguém quer sair de casa sem a certeza de que vai voltar só porque pensa ou age diferente. Mas, se gigantes de aço descem dos céus dispostos a te esmagar, a única maneira de sobreviver é reagir, empurrá-los de volta."

Compre seu exemplar clicando AQUI


Editora PenDragon Lacrando Geral | por Carol Sant

Oi galera, tudo belezinha com vocês? Espero que sim!
Hoje o post vai ser bem rapidinho só para mostrar os lançamentos da nosso querida Editora PenDragon, que está lacrando cada mês mais com seus lançamentos! Então vamos lá? Então vamos! haha

____________________________________________________________________________

O Menino Infinito
Depois da Fronteira Temporal, muito além do Fim do Mundo, fica o local de descanso de Kaiggin Talihfou, Senhor Elemental dos Ares. Para lá se encaminha o jovem Gael acompanhado de seu amigo Cícero Remus, o último dos Ursos-guerreiros. Estes companheiros inesperados, buscam a resposta para uma pergunta fundamental que determinará o destino de Gael: qual é a medida das asas dos anjos?
Segundo o conhecimento milenar dos Vira-mundos, aquele que descobrir tal segredo será agraciado com o dom da imortalidade. Com o tempo escasso, Gael e Cícero partem de Gran Calesan, a Cidade-Capital do Mundo Elemental, a fim de encontrar Kaiggin Talihfou, o único capaz de invocar dos céus os Nilux, Espíritos de Luz, que conhecem a resposta para a eternidade.
No limiar entre a viver e morrer, Gael luta para encerrar sua missão e definir o significado do tempo de sua vida.
○ Compre clicando AQUI


O Mistério dos Suicidas
Jânio tem a capacidade de ler a mente das pessoas, um dom que ele descobriu conforme foi amadurecendo. Sua irmã, Jandira, descobriu sua habilidade para controlar as ações das outras pessoas de maneira acidental quando sua vida estava em perigo. Agora, ambos tentam se passar por pessoas normais enquanto estudam para se formar no prestigiado Instituto de Ensino e Aprendizagem Assis Alencar, um internato na pacata cidade de São Álvaro.
A cidade começa a ter uma onda estranha de suicídios que parecem ocorrer de forma aleatória com pessoas sem motivo algum para tirar suas próprias vidas.
Saulo Rosenberg, um jovem investigador paranormal focado no estudo de fantasmas, acha que ali pode haver uma oportunidade. Alvo de zombaria tanto por indivíduos de fora como por membros do círculo de investigação e pesquisas sobrenaturais, ele espera encontrar uma forma de dar a volta por cima.Rosenberg terá a ajuda de Maiara, uma moça capaz de sentir a presença de espíritos, e de Ícaro, um rapaz que perdeu a mãe recentemente e aceitou participar dessa jornada em troca da ajuda de Saulo para entrar em contato com sua falecida mãe.Seja pelo destino ou por qualquer outra coisa, todos eles e mais outros personagens com suas próprias histórias, dramas e receios, acabarão se encontrando nessa cidade que será palco de acontecimentos extraordinários.
○ Compre clicando AQUI

O Exército de Imortais - Folclórika

Amaldiçoado pela gigantesca cobra de fogo, Mboi Tatr, o reino de Akakor há séculos vive em uma guerra desigual contra criaturas ferozes e imortais. Com pouca esperança, seus líderes não sabem que estão sendo traídos por um grupo que busca incansávelmente ver a segunda maldição de Mboi Tatr se concluir: a de que voltaria a vida para consumir o mundo em chamas. Mas, o mestiço Räel, um encantador de flechas, ao descobrir o plano macabro, sai no encalço do grupo a fim de impedí-los, para isso colocará sua vida em risco quando poderes muito maiores que os seus entram no conflito.
○ Compre clicando AQUI






O Antissocial

Alê nasceu em um momento conturbado, depois que muitas pessoas morreram. Ele sempre se achou estranho por não se enquadrar em nenhum grupo social e por gostar disso. Sua vida começou a mudar a partir do momento em que a Terra explodiu e expeliu destroços espaço à dentro. Ao ser colocado em hibernação junto com o resto dos jovens da nave, ele começa  a ter sonhos com o pai  e é nesse momento que Alê descobre seu verdadeiro papel no destino do universo.
Junto com a irmã Alexa e seu amigo Douglas, ele viverá diversas aventuras, antes de alcançarem o solo do planeta Vênus...
○ Compre clicando AQUI





Almas Imortais
Oliver Hale, um jovem de dezenove anos, de repente se vê na difícil situação de começar do zero após vivenciar o divórcio repentino dos pais.  Abalado, mesmo com o apoio da mãe, se vê desesperançoso ao chegar na nova escola. Mais uma vez sua vida se transforma. Presenciar a morte de perto, a presença de um homem desconhecido e uma carta misteriosa levam Oliver em busca de respostas, tornando-o alvo de uma grande caçada.
Depois de descobrir um mundo sobrenatural e precisar enfrentar o passado que vem à tona, Oliv   er se vê forçado a possuir um poder extremo. Dividido entre um amor proibido e sobreviver.
 Qual será a escolha de Oliver?
Almas Imortais revela o segredo existente em cada alma, mostrando o verdadeiro sentido da palavra “destino”.
○ Compre clicando AQUI



Contos De Um Lobo Na Cidade
Você já parou para ler hoje? Ver as luzes que existem ao redor? Cada ponto brilhante no limiar da sua cidade? Contos de um lobo na cidade é uma série de histórias que não tem conexão entre si, mas...
O Personagem principal é um Lobo em corpo de homem, geralmente andando na cidade em que nasceu e cresceu como homem. Infelizmente, ser um lobo numa cidade humana não é nada agradável, principalmente, quando se pode ver, ouvir e interagir com todo tipo de ser, não só humanos, se é que você me entende.Me acompanhe nesta viagem e descubra você mesmo os mistérios ao seu redor.
○ Compre clicando AQUI





Blackwater
Jacqueline Blackwater é a capitã do navio pirata mais conhecido em todos mares, Cursed Mermaid. Destemida, ela comanda uma tripulação composta somente por mulheres e com uma regra muito clara: não é permitido homens à bordo.
No entanto,  o destino a faz salvar um náufrago do mar. Assim que percebe que se trata de um homem, a primeira coisa que Jacqueline quer fazer é jogá-lo de volta para se afogar, mas acaba sendo convencida a deixá-lo ficar. Jacqueline é obrigada a conviver, depois de tantos anos de pirataria, com alguém do sexo oposto, e a sensação de que o conhece parece apenas piorar a situação toda.O último lugar no mundo em que Adrian gostaria de estar era num navio pirata. Nobre vindo das Colônias, tudo o que ele queria era poder voltar para casa, mas, pelo visto, o destino gosta de pregar peças. Sem opção,  além de não se matarem, capitã e prisioneiro terão que aprender a conviver juntos. Sem saber qualquer informação sobre ele além de seu nome, a capitã decide que investigará a origem do estranho para saber se ele pode ter algum valor. Porém, um segredo é descoberto no meio da investigação.O aprendizado acaba se tornando ainda mais desafiador. Um romance sobre a força do amor e da mulher, e sua capacidade de enfrentar todos os desafios por aqueles que ama.
○ Compre clicando AQUI
________________________________________________________________________________

Me conta ai nos comentários quais vocês estão mais ansiosos para ler e quais capas e sinopses mais chamaram a atenção de vocês. Afirmo que eu amei a capa de "Contos De Um Lobo Na Cidade".
Beijos da Cah

ESPECIAL HALLOWEEN: "Personagens Terríveis Booktag" | por Carol Sant

Olá pessoas, tudo belezinha com vocês? Eu voltei e dessa vez pra ficar (HUEHUE). 
E como estamos no mês de Outubro que é definitivamente o mês do horror, eu resolvi responder uma tag que a maravilhosa Elisa, dona do Instagram "Lumoteca", criou. Eu achei mega criativo e fiquei super empolgada para responder, então vamos lá - porque eu já estou falando demais!




Freddy Krueger: Um livro que você queria muito ler e acabou não dormindo.

Um livro que queria muito ler assim que ganhei foi "Holocausto", onde fala sobre a segunda guerra mundial e como era viver naquela época com toda aquela loucura acontecendo, mas acabei ficando muito impressionada com algumas partes do livro que confesso, me tiraram o sono!



Jason Voorhees: Um livro que você ficou com vontade de destruir após terminar.


Confesso que me esforcei muito para gostar do livro, já que a capa me chamou tanta atenção. Estou falando do livro "Sentimentos Em Apuros", eu realmente não curti o livro e não acho que foi uma história feita para pessoas com a minha ideia, é claro que isso interferiu na minha leitura, mas quando acabei de ler, só queria tira-lo da minha frente, infelizmente...



Leatherface: Um livro misterioso, que te deu arrepios.

Como não comentar sobre "Em Um Bosque Muito Escuro". Além da capa ser super misteriosa, a história em si me intrigou bastante. A todo momento nos vemos confusos e com medo pela protagonista do livro, o que a autora fez nesse livro foi realmente admirável, mesmo com os arrepios que me deram no decorrer da leitura. Eu amei!



Pinhead: Um livro que foi uma tortura psicológica.

"Objetos Cortantes", da Gillian Flynn foi realmente uma tontura psicológica para mim. Já passei pelo problema de auto-mutilação que a protagonista passa e ler essas cenas me deixavam muito agoniada, eu queria entrar no livro e ajudar a personagem mas não dava. Foi uma aventura de altos e baixos me aventurar a ler esse livro - que é incrível por sinal!


Chucky: Um livro que não é para criancinhas.

"A Lista Negra", da maravilhosa Jennifer Brown não é um livro fácil, e creio que nem todos estão prontos para essa história. Bullying, homicídio seguido de suicídio não é um dos temas mais fáceis de se abordam, ainda mais em uma história que foi escrita para adolescentes também! Na real, não é mesmo um livro para criancinhas.



Jogsaw: Um livro que você ficou com vontade de ler a sequência.

Tenho lido os livros da série de Pretty Little Liars, e atualmente estou terminei o sexto livro, que é "Destruidoras", que me deixou super intrigada para começar a ler logo a sequência. A autora da fim ao livro em uma cena que é de matar, não vejo a hora de começar o sétimo livro da série!



Pennywise: Um livro que você devorou como se não houvesse amanhã.

Sem nem parar para pensar, foi o livro "O Ceifador", lançado recentemente pela Editora Seguinte aqui no Brasil. Recebi o livro de cortesia da editora e me apaixonei pelo enredo do livro, li ele em apenas um dia e meio - detalhe que o livro tem 450 páginas. Agora estou esperando ansiosamente a continuação sair por aqui pra eu correr ler.



Annabelle: Um livro que só a capa já dá medo.

"Menina Má" é uma das capas que fico com mais receio de pegar o livro para ler, eu nunca fui muito fã de bonecas nesse estilo, olhar muito tempo para bonecas sempre me deixou incomodada, então adivinhem como eu fiquei quando vi esse livro sendo lançado com essa capa, mas é um livro que eu quero muito ler!



Lobisomem: Um livro em que a história se transformou.

"Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo" é um dos livros que mais me surpreendeu no ano. É aquele tipo de livro que começa de um jeito, faz uma reviravolta - onde tu pensa que já entendeu tudo - e ai ele vem e mostra que você na real, não sabe de absolutamente nada. Ta fazendo sentido?!



Norman Bates: Um livro que te deixou louco.

Como não citar Stephen King nessa lista, né?! "Misery" me deixou literalmente maluquinha. Foi um livro muito surpreendente, que eu amei ler mas achei mega horripilante. Depois de ver o filme que foi inspirado no livro, fiquei com a sensação de que talvez eu não queira ser um autor de sucesso, caso eu venha a ter uma fã como a Annie do livro.



Frankenstein: Um livro com uma capa feia mas que surpreendeu.

Um dos melhores - senão o melhor - livro que eu li na minha vida foi "Sangue de Lobo", confesso que não queria ler esse livro por conta dessa capa mega feia que ele tem, mas MDS, que história é essa?! Mega recomendado, livro da vida ever ♥






Sadako Yamamura: Um livro que você deixa escondido na sua estante.

Um livro que eu tento sempre manter escondido na estante é a biografia de "Kurt Cobain: "Mais Pedado Que o Céu", não por ser um livro que me dá medo, mas por ser um livro com uma história difícil de se ler, contanto o fato de ele sofria tanto que cometeu o ato de tirar a própria vida. É um livro que guardo com carinho, mas sempre mantenho ele escondidinho na estante!



Bom pessoinhas, é isso. Sintam-se a vontade para responder a tag mas não esqueçam de deixar os créditos para a Elisa, ein! Me diz nos comentários o que vocês acharam das minhas respostas e feliz sexta-feira, 13.
Beijos da Cah


AVISO CURTO, MAS IMPORTANTE | por Carol Sant




Eu pensei em sumir do "Garota Bibliotecária" sem dar nenhuma explicação para vocês mas, acho que não seria justo pois tudo que consegui até hoje foi por causa de todos vocês.
Enfim, eu não vou abandonar ou acabar com o GB, ele vai continuar existindo, mas quero avisa-los que por motivos de LUTO, não estarei postando mais nada tanto na página, quanto no Instagram, blog e Youtube por tempo INDETERMINADO. Mas prometo que volto assim que eu me recuperar completamente, combinado?
Conto com a compreensão de vocês, um beijo enorme no coração de vocês e lembre-se sempre: 

~você vale a pena e não está sozinho~.


Até breve, amo vocês 


RESENHA: A Guerra do Rock (Robert Muchamore) | por Carol Sant

E aí galera, beleza? Aqui é o Vitor e hoje quem vai fazer resenha aqui sou eu. Então vamos começar, que o livro é bem bom!
Guerra do Rock é um livro escrito por Robert Muchamore, um autor que aparece com frequência no topo de best-sellers. O livro foi publicado aqui no Brasil pela editora Rocco no seu selo "Jovens Leitores".
A edição possui um acabamento gráfico muito bom e conta com uma capa bem rock n' roll que me lembra panfletos sobre eventos de bandas underground. 
______________________________________________________________________________

A HISTÓRIA


Guerra do Rock conta a história das doze melhores bandas jovens da Grã-Bretanha que serão selecionadas para participar de uma competição onde a grande vencedora terá seu álbum produzido por uma gravadora. 
O livro possui muitos personagens e todos eles são muito bem desenvolvidos e ganham profundidade na história. Mas Robert Muchamore foca em três personagens de três bandas diferentes. Mostrando suas vidas com todos os seus problemas, até se cruzarem no grande dia da competição em Londres. 
Jay é um garoto de 13 anos que toca guitarra, escreve canções e sonha em ser um grande músico, mais especificamente, um grande rockstar. Mas seus sonhos de adolescentes parece ser despedaçados por sete irmãos e pelo baterista da sua banda. Ele é um dos melhores amigos de Jay, porém, é um terrível baterista também.
Summer é uma garota humilde que se esforça ao máximo na escola, cuida da sua avó que possui um grave problema de respiração e  tem uma voz incrível sem nunca ter feito uma aula de canto. É como um dom. Mas todo seu talento pode simplesmente sumir devido ao seu nervosismo na frente das pessoas. 
Dylan é filho de um grande músico e odeia ter que viver na sombra do pai. Por isso, ele nunca toca no assunto com ninguém. Ele é preguiçoso e prefere passar o dia inteiro fumando. Até que sua folga acaba quando o treinador de rúgbi do colégio tem outros planos pra ele, e o garoto é obrigado a se juntar numa banda para evitar ser devorado vivo no campo.
______________________________________________________________________________

MINHAS IMPRESSÕES SOBRE O LIVRO


Guerra do Rock é muito mais do que um livro sobre bandas. É uma história sobre sonhos. Sobre quando você está crescendo e lidando com os problemas que o mundo traz. Quando você está naquela fase de transição da infância para a adolescência, onde você começa a ver o mundo com outros olhos, mas também não deixa que seus sonhos de criança morram com o tempo que está ficando para trás. No caso, Guerra do Rock conta sobre sonhos de futuros astros do rock. Até porque se os Beatles existiram, é porque os quatro garotos de Liverpool também sonharam um dia.
Guerra do Rock além de ser bem humano, consegue ser divertido com todas as confusões que os adolescentes cometem durante a semana e suas rotinas tediosas. E claro, é um prato cheio de referências ao exótico e tenebroso mundo do Rock N' Roll. 
Recomendo você ler Guerra do Rock sem grandes expectativas. Não é um livro que mudará sua vida. Mas garanto que vai se divertir bastante. E as vezes, só queremos ler e nos divertir, certo? Pra fugir do mundo que as vezes fica chato lá fora. Abre a mente e mergulha nesse som literário.
Ah! E vale ressaltar que a história não acaba no primeiro livro. Ele deixa ganchos para a continuação. Então, fiquem atentos pessoal da Rocco. Estou ansioso para continuar lendo e descobrir quem irá sobreviver à guerra do rock.
_______________________________________________________________________________

A GUERRA DO ROCK








ADQUIRA SEU EXEMPLAR AQUI 


RESENHA: Marlena (Julie Buntin) | por Carol Sant



E aí leitores, tudo belezinha com vocês? Espero que sim! (HAHA)
Hoje o assunto será sobre o livro "Marlena" da autora Julie Buntin, que foi lançado pelo selo "Fábrica231" da Editora Rocco. 
 A primeira coisa que você deve saber sobre a obra é que não é um thriller psicológico, suspense ou algo do gênero. Com isso esclarecido, podemos então começar a resenha!
_______________________________________________________________________________

A HISTÓRIA


Aqui nós iremos conhecer Cat, que acabou de se mudar para uma cidade no interior de Michigan depois da separação dos pais. Cat está se sentindo perdida e solitária até conhecer Marlena, uma garota de quinze anos que mora na casa da frente. Logo as duas constroem uma amizade um tanto bonita mas também muito perigosa, Marlena é o oposto de Cat e com isso a nova garota da cidade começa a ter suas primeiras experiências, como por exemplo, seu primeiro beijo, o primeiro cigarro e o primeiro contato com a bebida, entre outras coisas mais. Para Marlena nada daquilo é novo, pois vive anos de vícios e isso acaba acontecendo cada vez com mais frequência - o que é preocupante.
Já no começo do livro conseguimos perceber que a mãe de Cat está sofrendo de depressão e vem perdendo muito peso, além de ser alcoólatra (já que não deixa faltar uma garrafa de vinho em casa). Também conseguimos ver que a família da nossa protagonista é completamente desestruturada, com uma mãe alcoólatra, um irmão viciado em maconha e um pai super ausente.
Já Marlena é uma garota que precisa urgentemente ser salva de si própria, possui também uma família desfuncional, com um pai traficante, uma mãe que a abandonou quando ela era ainda muito pequena e um irmão pequeno que também é vítima do que a vida lhe impôs.
____________________________________________________________________________

MINHAS IMPRESSÕES SOBRE O LIVRO


Tenho que lembrar que o livro é recomendado para maiores de 16 anos, já que o livro contém cenas muito gráficas de sexo e narra episódios pesados sobre adolescentes se drogando.
Em determinado ponto da leitura senti que os assuntos tratados (muito sério, diga-se de passagem) pela autora foram um tanto superficial, já que ela dava a entender em algumas partes do livro que fazer algumas coisas eram normais de se fazer, o que nitidamente não era. Mas em dado momento a autora consegue nos mostrar o quão sombrio é seguir o caminho das drogas - tanto licitas, como não licitas.
 O relato da autora sobre a amizade de Cat e Marlena é bastante perturbador, porém, também é bastante comovente. Perturbador porque vemos como é a luta diária de Marlena com as drogas, desde que Cat a conheceu até que a morte chegasse precocemente para a amiga e também vemos a luta diária de Cat com a bebida até os tempos atuais. E comovente por sabermos o quanto deve ser difícil lutar contra esses vícios e contra a vontade de querer cada vez mais essas drogas todos os dias e conseguimos sentir a culpa que Cat carrega nos ombros desde sua adolescência!
Achei que o livro acabou de forma abrupta, pois quando chegamos na parte mais aguardado do livro (quando Cat fica cara a cara com Sal depois de anos - o irmão mais novo de marlena), não temos muitas informações sobre a relação que ambos estabelecem ou se vão manter contato.
É um relato intrigante e foi difícil para mim, pois ver como conseguimos evoluir com o passar dos anos e ainda assim, conseguimos nos auto-destruir tão facilmente, mesmo com todo o avanço que conquistamos. A leitura é um pouco arrastada mas acho que isso se dá por conta de se tratar de fatos verídicos da vida da autora. O livro recebeu a classificação de três estrelas e eu recomendo a leitura!
Beijos da Cah
____________________________________________________________________________

MARLENA 






Adquira seu exemplar, clicando AQUI ♥

xoxo.


RESENHA: Ivy Pocket - O Segredo do Diamante (Caleb Krisp) | por Carol Sant


Boa tarde leitores, tudo belezinha com vocês? Espero que sim! :)
Hoje eu quero conversar com vocês a respeito do livro "Ivy Pocket: O Segredo do Diamante", do autor Caleb Krisp e que foi lançado pela Editora Rocco.
____________________________________________________________________________

A HISTÓRIA


Nessa história vamos conhecer a desastrada e super engraçada Ivy, uma menina de 12 anos que trabalha como criada em casas de famílias muito respeitadas na sociedade da época. Só que Ivy não é uma menina comum, além de falar tudo o que lhe dá na telha, ela também tem um terrível dom para confiar em pessoas erradas. 
Depois de ser abandonada por sua dona em um hotel, Ivy fica encarregada de fazer um trabalho para a duquesa de Tritiny que está prestes a bater as botas. A garota então, deve entregar um diamante relógio para uma tal garota chamada Mathilda Butterfield no baile de seu aniversário, e claro que essa missão não poderia dar mais errado, já que estamos falando sobre "Ivy Pocket".
Ivy aceita o trabalho, mas antes de mais nada ela deve prometer a duquesa que jamais irá experimentar o colar e então a garota parte para Londres nesta missão em troca de 500 libras. 

____________________________________________________________________________

O QUE EU ACHEI


Podemos esperar por muitas aventuras e confusões que nossa protagonista nos proporciona. Confesso que apesar de não ter gostado tanto da escrita do autor, o livro em si fluí muito bem. É um infanto-juvenil e talvez por isso a leitura tenha me parecido um pouco boba, mas claro que isso se deve a minha idade e tudo mais.
A história é envolta por mistérios que acaba por nos deixar a todo momento querendo desvendá-los, nossa protagonista é muito cativante e um tanto quanto peculiar, já que faz coisas absurdas e diz coisas inesperadas!
Um ponto que me deixou um pouquinho irritada com a história em si e até mesmo um tanto quanto cansada, foi o fato da Ivy sempre confiar em uma certa 'personagem' que dá na cara que está muito interessada no diamante relógio e que a está tentando manipular, mas por incrível que pareça, apenas Ivy não se dá conta dessa fato.
Outro ponto que me deixou um pouquinho decepcionada foi por eu ter conseguido me apegar a nenhum dos personagens que aparecem no livro, nem mesmo na nossa personagem principal: Ivy Pocket. Acho que faltou um pouco de simpatia nos personagens e para finalizar, teve outro fato que me fez gostar menos do livro, estou falando das pontas soltas que o autor deixou ao finalizar o livro. Tenho certeza de que o livro poderia e tem muito potencial para uma trilogia ou série, mas o autor não nos dá nenhum indicio de que a história de Ivy terá uma continuação, o que é uma pena!
Vale ressaltar que a edição do livro está impecável, com ilustrações maravilhosas, o que claro me chamou bastante atenção.
Sem mais delongas, é um livro divertido e feito para passar o tempo, ele levou uma classificação de três estrelinhas no Skoob e eu mega recomendo para crianças com seus 11,12 anos de idade.
Beijos da Cah
_________________________________________________________________________________

IVY POCKET: O SEGREDO DO DIAMANTE








 Adquira seu exemplar clicando aqui ♥

xoxo.