terça-feira, 3 de março de 2015

Resenha: A Última Carta de Amor (Jojo Moyes)

|
"A Última Carta de Amor", da Jojo Moyes é uma leitura extremamente arrebatadora, pode-se dizer que a história se passou em duas épocas diferentes, uma parte em 1960 e a outra em 2003.
Em 1960, Jennifer Strinling sofre um acidente de automóvel e acorda em um hospital, onde não se lembra de absolutamente nada de seu passado, o que de cara já te faz entrar de cabeça na leitura, te deixa ansiosa porque a cada capítulo ela descobre algo novo sobre seu passado e essas descobertas vão te envolvendo ete deixando cada vez mais curiosa para saber o que Jennifer descobre, principalmente quando ela encontra uma carta assinada apenas pela inicial "B", que pede para que ela abandone o marido. Quem será este amor proibido de Jennifer?
Agora em 2003, Ellie encontra a carta no arquivo morto do jornal onde trabalha, Ellie fica fascinada pela escrita apaixonante e então embarca em uma imensa obsessão pela história, que irá permitir a ela um artigo no jornal e talvez até lhe ajude em sua vida amorosa, que ressalto n]ao ser tão diferente da vida amorosa do autor das cartas, o que te deixa mais embriagada na leitura!
Jojo Moyes contêm uma escrita elegante mas também simples de ser lida, com um final inesperado, que te faz roer as unhas. A autora ainda permite que a história deixe algumas lacunas para que o leitor imagine o que aconteceu com os personagens.
Absurdamente apaixonante. Super recomendo!!


Um beijão,
Garota Bibliotecária.



Título: A Última Carta de Amor
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Onde Comprar: Americanas | Amazon | Saraiva | Extra | Submarino

Nenhum comentário:

Postar um comentário