quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

RESENHA: A Mare, Ponte Ao Amor | por Carol Sant

|
Olá leitores!
Tudo numa boa com vocês? Espero que sim.
Hoje venho trago a resenha de um livro bem curtinho, mas que é bastante cativante, vamos lá? Então vaaaaaamos :)
Bom, estou falando deste livro aqui, da autora nacional "Bruna Galluzzi", o livro foi lançado pela editora Chiado e ta bom, vou parar de enrolar e começar a resenha!
Neste livro aqui nós vamos conhecer a Laura, que é uma moça de família tradicional italiana, mas que mora no Brasil desde muito pequena, porém, vira e mexe a moça precisa viajar para seu país natal por conta de trabalhos na empresa de seu pai, na qual trabalha.
Mas é claro que o amor entra na vida de Laura de uma forma inesperada e ela conhece Vince, que depois de saírem por um tempo juntos, se torna seu namorado. Com suas viagens, o tempo passa e a moça só quer mesmo se firmar em seu interior, ela apenas quer uma vida boa, porém, o relacionamento que agora já tem quase 4 anos começa a esfriar de uma forma que ela não consegue compreender.
Laura tem certeza do que sente por Vince e Vince também tem a certeza do que sente pela moça, mas, entre uma viagem aqui e outra, o casal acaba perdendo um pouco aquele amor de início de namoro, e Laura então consegue mais falar com Vince nem mesmo por mensagem, já que viajou para um lugar onde o sinal é péssimo.
Porém, Laura acaba descobrindo que esteve perto de Vince em outra perspectiva e é então que ela tem uma grande (e bem fofa) supresa, que é claro, eu não posso contar,  (acreditem, eu queria contar)! HAHA

Algumas das minhas citações preferidos, confira abaixo:
  • "Não tem nada a ver com isso. Só que o tempo, da mesma forma que une as pessoas, as separa, se o casal não souber lidar com situações de risco. É, parece que começamos a passar por testes, somos colocados à prova o tempo todo, me parece até que passamos de fase sabe, de nível, como em um videogame, um simples jogo. Aquele que não souber enfrentar os obstáculos fica no meio do caminho, não segue o ciclo.
    No começo, tudo é teoria. Você sabe como é a personalidade do outro em questão porque passou a analisá-lo o tempo todo. E porque te contaram mais um pouco. A família, e a família. Só que, mais que saber você precisa é colocar em prática. Lidar com aqueles vícios, com aqueles traços individuais de comportamento, de ser. Ninguém consegue chegar ao final dominando todos os requisitos pré-estabelecidos, mas acho que consegue o bastante pra prova final.
    Não me lembro da nossa primeira briga, não sei se foi banal, ou se tinha fundamento. Importa agora? Só que por mais que, ao final de todas as brigas, você ainda fale "que essa seja a última vez, porque nos amamos", nunca haverá a última briga, último desentendimento. Até mesmo porque isso é importante para o crescimento do casal. Então, aprendam apenas a conversar mais, para não chegar ao ápice do nervoso."
  • "Como podemos fazer para saber se chegamos ao ponto final, assim como se faz em uma viagem de ônibus? Não queria me tornar aquela pessoa que escreve melancolicamente, só que me faltam as palavras e os pensamentos positivos. Tudo para mim está nebuloso, diferente daquele colorido que ganhei com o amor."
  • "De certa forma, todas continuam iguais na aparência, mas amadureceram."

O livro é bem curtinho com apenas 117 páginas, a escrita da autora é bem rápida de ler e fluí com facilidade, o que é ótimo. Por ser um livro curto e com uma escrita fluída, pode-se dizer que eu estava esperando um pouquinho mais do livro.
O livro conta uma história de amor, depois fala sobre como é sobreviver ao relacionamento, mas senti que a autora em alguns momentos pulava muito rápido partes da história, coisas que ela poderia ter incrementado e mostrado de uma forma bem mais realista. Como por exemplo, os anos passam muito apressadamente, de repente você está em um capítulo em que o casal ainda está saindo para se conhecer e no próximo, BUM, eles já estão namorando e no próximo já estão juntos a anos. 
Tirando essa pequena observação que acabou por me incomodar um pouquinho, já que vi que a autora tem um grande potencial para escrever e poderia ter se estendido um pouco mais, sem medo de encher linguiça, já que aqui até faltou.
Em geral, é um ótimo livro com uma linda história de amor, que vale muito mas muito a pena conhecer. Como o livro é curtinho você lê que nem sente, eu li em apenas um dia e fiquei com gostinho de quero mais. Sim, recomendado!
Beijos da Cah 
Classificação:

9 comentários:

  1. Odeio quando isso acontece, essa vontade de querer mais sobre o livro pelo fato da história ter sido rápida de mais.
    Acho que é melhor pecar pelo excesso do que deixar faltar, como citou na sua resenha.

    ResponderExcluir
  2. Olá eu gosto de ler livros curtos com assuntos assim interessante,que aí da pra me ler um monte hehehe
    Amei saber desse livro obg por compartilhar!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima pedida para você que gosta!!

      Excluir
  3. Oie tudo bem?
    Sei não se eu leria o livro, prefiro romances mais longos sabe, construidos lentamentes, o que parece não ser o caso desse pelo jeito :(
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também curto mais romances construindo com mais calma, mas esse livro é ótimo também!
      Bjs

      Excluir
  4. Que fofo !!
    Quero ler ...
    Adoro a chiado e amo os livros dela.
    Vou colocar esse na minha listinha ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna Galluzzi21 fevereiro, 2017

      Pessoal,sigam a página do livro no Facebook :*

      Excluir