FAVORITOS DO MÊS: Março | por Carol Sant

Olá pessoinhas, tudo belezinha com vocês? Eu espero que sim!
Hoje venho mostrar para vocês tudo que foi favoritado no mês de Março, que diga-se de passagem, foi um mês recheado de coisas legais. Vamos lá? Então, vamos!
Vamos começar pela coisa que eu mais amo fazer na minha vidinha, né? Livros, óbvio!
Eu li bastante coisa esse mês e isso teve grande repercussão nas minhas leituras, já que parece que eu só li coisa maravilhosa no mês passado, o que foi ótimo, já que vocês devem saber que eu estava em um puta ressaca literária!

Eu li um romance incrível no mês de Março, tem estrelas, tem intriga, tem muito amor e claro que estou falando da nossa Nicholas Sparks brasileira, Chris Melo. Pra quem não sabe a Chris lançou recentemente o novo romance dela chamado "Sob Um MiIlhão de Estrelas", que saiu pelo selo FÁBRICA231 da Editora Rocco. Eu fui no lançamento do livro e tive a oportunidade de conhecer a fofa da Chris (ela é uma fofa mesmo, sem exagero).
A leitura é muito fluída, sabe aquele livro que você começa a ler e não consegue parar de virar as páginas? Pois então, lhe apresento Chris Melo. É um romance muito fofo, cheio de reviravoltas e que trata assuntos como: perdão e aprendizado!
Sinopse: "Alma Abreu está prestes a lidar com um inventário e uma série de histórias de um passado tumultuado que pertence mais aos seus pais do que a ela mesma. Mas este parece o menor de seus problemas no momento. Passar alguns dias na pacata Serra de Santa Cecília veio bem a calhar para a jovem médica, após um incidente no hospital que a deixou sem chão. Ela só não esperava se envolver tanto com a pequena cidade – e com o prestativo vizinho da charmosa casa que sua avó lhe deixou, além de um animado grupo de amigas, filhas das melhores amigas de sua mãe –, a ponto de pensar em deixar sua vida em São Paulo para trás. Será que a vontade de ficar é apenas medo de enfrentar seus problemas? Mas como voltar à velha rotina depois de tudo o que descobriu e viveu em Serra?"

Outro livro que eu li que, sério, me deixou no chão de tão bom que é foi "Sejamos Todos Feministas", da Chimamanda Ngozi Adichie, lançado pela Companhia das Letras. E gente, que mulher incrível, que discurso incrível, que lição incrível. Chimamanda nos mostra o que é realmente o feminismo e com a explicação dela podemos ver como que o real feminismo é distorcido por pessoas que na verdade, nem saber o que o feminismo representa, que é a "IGUALDADE DE GÊNEROS".
Sinopse: "O que significa ser feminista no século XXI? Por que o feminismo é essencial para libertar homens e mulheres? Eis as questões que estão no cerne de Sejamos todos feministas, ensaio da premiada autora de Americanah e Meio sol amarelo."A questão de gênero é importante em qualquer canto do mundo. É importante que comecemos a planejar e sonhar um mundo diferente. Um mundo mais justo. Um mundo de homens mais felizes e mulheres mais felizes, mais autênticos consigo mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos criar nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos criar nossos filhos de uma maneira diferente."Chimamanda Ngozi Adichie ainda se lembra exatamente da primeira vez em que a chamaram de feminista. Foi durante uma discussão com seu amigo de infância Okoloma. Não era um elogio. Percebi pelo tom da voz dele; era como se dissesse: Você apoia o terrorismo!. Apesar do tom de desaprovação de Okoloma, Adichie abraçou o termo e em resposta àqueles que lhe diziam que feministas são infelizes porque nunca se casaram, que são anti-africanas, que odeiam homens e maquiagem começou a se intitular uma feminista feliz e africana que não odeia homens, e que gosta de usar batom e salto alto para si mesma, e não para os homens.Neste ensaio agudo, sagaz e revelador, Adichie parte de sua experiência pessoal de mulher e nigeriana para pensar o que ainda precisa ser feito de modo que as meninas não anulem mais sua personalidade para ser como esperam que sejam, e os meninos se sintam livres para crescer sem ter que se enquadrar nos estereótipos de masculinidade. Sejamos todos feministas é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1 milhão de visualizações e foi musicado por Beyoncé."

Agora um livro para pensar que também entrou para os meus favoritos no mês de Março, foi "Palavras de Rua", do Felipe Saraiça, lançado pela Editora PenDragon. O livro trata o assunto 'moradores de rua' de uma forma um tanto quanto delicada, mas, mostrando a realidade dessas pessoas e o quanto o ser humano pode ser cruel com seus semelhantes. É realmente uma lição de vida para todos nós!
Sinopse: "João saiu de casa ainda adolescente. Fugiu sem se despedir e sem muita coisa na mochila. Deixou para trás suas poucas lembranças, mas levou as marcas do passado e dos golpes que ainda doíam. Partiu sem rumo ou direção. Seguiu por ruas e estradas desconhecidas, até que seu corpo ficou exausto e teve que parar. Ali, dormiu olhando as estrelas em cama de concreto e cobertor de papelão. Acordou outro alguém; morador de rua, sem história, marginal. Tornou-se invisível. Passou a estender a mão e pedir moedas, mas receber em troca chicletes mastigados e olhares de desprezo. Porém, entre rostos desconhecidos e olhares vazios, ele também encontrou a bondade e abrigo daqueles que nada tem."

E por último mas não menos importante, o livro que me lembrou minha adolescência e como eu A-M-A-V-A Camp Rock <3, estou falando de "Sonata Em Punk Rock", da Babi Dewet, que foi lançado pela Editora Gutenberg. Como o livro se passa em um conservatório de música, é claro que não poderia ser diferente, eu me senti dentro de um filme de Camp Rock, sério, foi nostálgico ler esse livro. Sem contar que a Valentina, que a personagem principal do livro, é uma mulher muito decidida e eu amei isso nela (melhor protagonista EVER). Eu só consigo dizer que amo cada vez mais a Babi, ela não só escreveu uma história memorável mas também, fez um playlist incrível do livro que está disponível lá no Spotify da Editora. Corre pra ouvir, migos!
Sinopse: "Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar.

Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música."


Confesso que não assisti a muitos filmes no mês passado, mas mds, os que assisti superaram todas as minhas expectativas. No total foram dois filmes favoritos!



O primeiro claro que não poderia ser diferente nem mesmo se eu quisesse, estou falando do filme "Logan", que é (desculpe o palavriado) FODA PRA CARALHO. Tudo nesse filme ficou incrível, sério. Logan com sua frase de sempre "merda", não poderia ser melhor e então quando aparece aquele menininha muda que só depois descobrimos que ela fala. Eu nem consigo explicar o quanto eu amei esse filme, é incrível. O trabalho de toda a equipe de produção do filme, os atores, tudo ficou impecável. Recomendo forte!

Sinopse: "Em 2029, Logan ganha a vida como chofer de limousine para cuidar do nonagenário Charles Xavier. Debilitado fisicamente e esgotado emocionalmente, ele é procurado por Gabriela, uma mexicana que precisa da ajuda do ex-X-Men para defender a pequena Laura Kinney / X-23. Ao mesmo tempo em que se recusa a voltar à ativa, Logan é perseguido pelo mercenário Donald Pierce, interessado na menina."



E outro filme que estava sendo super aguardado por todos foi "A Bela e a Fera", que conta com nada menos que Emma Watson no elenco do filme. O filme é lindo e muito muito bem produzido. Tem tudo o que um clássico precisa ter. Se você tem a minha idade, provavelmente vai ser um tanto nostálgico assistir a esse filme, assim como foi para mim que me lembrei da minha infância e de como eu adorava esses filmes de princesas da Disney e se você ainda não assistiu, corre para o cinema mais próximo que ainda dá tempo!

Sinopse: "Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela tem o pai capturado pela Fera e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana."

Agora vamos falar de documentários, que também foi algo que não assisti muito, no total foram dois, mas, um eu tenho que recomendar para vocês!

Assisti esse documentário por indicação do canal "Chá de Brosa" e me surpreendi com toda a história. Estou falando de "Amanda Knox", que está disponível na Netflix e se você não curte documentário pelo simples fato de ter que ler legendas (eu te entendo), pode ficar despreocupado por que esse documentário em especial tem dublado (para nossa alegria). Ainda não está convencido de que deve assistir? Então vou deixar a sinopse bem abaixo, tenho certeza de que ela te convencerá!
Sinopse: "A estadunidense Amanda Knox chega em Perugia, Itália, para começar em setembro suas atividades como intercambista. A jovem de 20 anos de idade logo conhece sua colega de quarto, a britânica Meredith Kercher. O ninguém esperava é que ambas se envolveriam em um crime tão brutal."
Falando de séries de TV agora, no mês de Março teve uma em específico que me chamou a atenção e que realmente me prendeu de tão boa que é!

Ainda não conseguiu descobrir de qual série eu estou falando? Bom, vamos a dica mais importante, é sobre psicopatas. E ai, já sabe? Não? Bom, estou falando de "The Following", que é uma série onde o assunto principal é um psicopata de mulheres que comete seus crimes usando termos literários, principalmente, referentes aos livros de Edgar Alan Poe. A série mostra o quanto é chocantes o tanto de pessoas desequilibradas que podem ser manipuladas por psicopatas de sangue frio, o que muitas vezes tornam essas pessoas também psicopatas de sangue frio.
Sinopse: "A primeira temporada centra-se no ex-agente do FBI Ryan Hardy e suas tentativas de recapturar o assassino killer Joe Carroll após a fuga da última prisão. Hardy logo descobre que o "simpático" Carrol cercou-se de seguidores que o apoiam (a quem ele conheceu enquanto estava na prisão), e os transformou em assassinos killers, fazendo de
si mesmo um objeto de adoração. Quando o filho de Carrol é raptado pelos seus seguidores, o FBI descobre que Carrol está fazendo de tudo para fugir e não cumprir seu mandato de prisão, e com isso humilhar o agente Hardy, e viver feliz com sua ex-esposa Claire."
Agora partindo para as músicas que mais ficaram em modo repet mês passado!

Começamos com nada menos que a queridíssima "Lorde", com a música "Bravado" e "Biting Down", que ficaram praticamente o mês inteiro em modo repet no meu Spotify.Na música Bravado, a cantora conta a história de alguém que tinha medo de se mostrar para o mundo por medo de coisas que poderiam machuca-lá ou fazer com que ela desistisse. Uma das minhas partes preferidas é quando ela diz: "Eu estava com medo de cada pequena coisa queEu achava que estava lá fora para me derrubarPara me fazer tropeçar e rir de mim, masAprendi a não querer o silêncio da sala."


E na música "Biting Down", ela fala sobre como corações costumam se quebrar rapidamente e uma das minhas partes preferidas ela diz:

"
Os componentes eletrônicos do seu coraçãoVeja o quão rápido eles se quebram."Ambas as músicas são do álbum "Pure Heroine", que foi o álbum que fez com que ela deslanchasse na carreira como cantora. Vamos combinar né, a Lorde é uma cantora muito talentosa!



Falando de mulheres talentosas, Beyoncé me deixou viciada em sua música "***Flawless", onde ela fala sobre a igualdade de gêneros e onde musicaliza uma parte do discurso de Chimamanda (que falei acima). A música é do penúltimo álbum da cantora, chamado "Beyoncé" e uma das minhas partes favoritas da música, ela diz: 
"
Mamãe me ensinou uma boa formação em casa
Meu pai me ensinou a amar os meus inimigos
Minha irmã me ensinou que eu deveria falar o que pensoO meu homem me fez sentir tão bem."


E quem ai acompanhava "The X Factor USA", vai se lembrar dela, estou falando de "Bea Miller", que foi uma das finalistas e que segue com sua carreira de cantora. Essa menina é um talento sem dúvida alguma, ela vem lançando alguns EPS que eu sinceramente amo, adoro a voz dela e o jeito como ela consegue interpretar cada música com uma emoção diferente. Mês passado ela lançou mais um EP lá no Spotify chamado "Chapter One Blue" e como sempre acontece fiquei viciada na música "Burning Bridges", e uma das minhas partes favoritas da música, ela diz:
                                "Corte os laços
                  Acabe com eles, eles, eles, eles, eles
                                Corte os laços"
Bom pessoal, essas foram tudo que eu favoritei e fiquei viciada no mês de Março, me conte nos comentários o que vocês acharam e quais coisas vocês ai ficaram viciados e/ou favoritaram que eu vou adorar saber!
Beijos da Cah 

2 comentários:

  1. Que honra estar junto de tanta coisa boa ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, honra foi conhecer a história maravilhosa que você escreveu!

      Excluir